Câmara de São Lourenço realiza concurso para Gincana Regional do Saber

297

Alunos de sexto ao nono anos terão que escrever texto sobre política. Os autores das duas melhores redações irão a Pouso Alegre representar o município na competição.

Até o dia 26 de setembro estudantes que cursam o Ensino Fundamental II (sexto ao nono anos) em escolas da rede pública e particular de São Lourenço poderão participar do I Concurso de Redação da Câmara Municipal. O objetivo é definir os representantes da cidade na Gincana Regional do Saber, que mede os conhecimento sobre a Constituição Federal de uma forma descontraída, nos moldes de um programa de televisão.

Os participantes do concurso deverão escrever um texto entre 10 e 15 linhas respondendo à pergunta: “Qual a importância do voto consciente para a democracia?”. As redações serão analisadas por uma comissão. Os autores das duas melhores seguirão para o evento, que acontecerá a partir do dia 22 de outubro em Pouso Alegre.  O resultado será divulgado até o meio-dia de 01º de outubro.  Serão feitas três tentativas de contato com os vencedores, seus responsáveis ou a escola em horários diferentes. Caso não haja resposta, serão chamados os próximos colocados.

O texto deve ser entregue nas diretorias das respectivas instituições de ensino, em letra cursiva e com próprio punho. O aluno poderá assinar a redação apenas com o primeiro nome e um número válido de telefone e, se desejar, também colocar a escola. A Câmara de São Lourenço vai custear todas as despesas com transporte e deslocamento. É necessário que os menores levem autorização por escrito dos pais.

Não será possível pedir recurso, mas as correções de todas as redações ficarão disponíveis para consulta na Câmara Municipal até o dia 31 de dezembro de 2018, sendo descartadas posteriormente. Para entrar na Gincana os vencedores do concurso terão que estudar a Constituição em Miúdos, de onde são tiradas todas as perguntas realizadas durante a disputa. O livro, lançado pela Câmara Municipal de Pouso Alegre em parceria com o Senado Federal, explica sobre as leis brasileiras.  A abordagem é feita de uma forma pouco burocrática, de fácil compreensão e se mistura à narrativa de uma história própria para a faixa etária de 11 a 14 anos.

A Gincana

A grande pergunta a ser respondida é: “Qual município sabe mais sobre a Constituição?” A Gincana do Saber é uma competição voltada para estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental regularmente matriculados nas redes pública ou privada. A disputa testa os conhecimentos dos alunos sobre as leis do país de uma forma leve e descontraída.

O objetivo do projeto é inserir o ensino da política e do direito no cotidiano de crianças e adolescentes, incentivando-os a se interessarem pelo assunto, formando cidadãos conscientes e participativos. Durante as atividades, os estudantes são coordenados pela Escola do Legislativo de São Lourenço e por um professor (a) orientador (a), responsável por ministrar as aulas sobre a “Constituição em Miúdos”. Este ano contamos com Monize Guimarães, que leciona a disciplina de Geografia nas redes pública e privada.

Cada cidade é representada por dois estudantes do Ensino Fundamental II. Em 2018, cerca de 30 Câmaras participarão da competição. Na primeira fase, os municípios são divididos em chaves e apenas um de cada grupo continua na disputa. A contagem é feita pelo número de pontos ganhos, de acordo com a quantidade de questões corretas. São quatro rodadas de perguntas. Se houver empate no final, começa o “mata-mata” entre as equipes que ainda estão no jogo. Quem errar deixa a gincana.

A próxima etapa compreende em uma disputa entre os municípios que venceram a fase anterior e fazem parte da mesma região. O livro “Constituição em Miúdos” continua sendo a base para as perguntas, que têm seu nível de dificuldade aumentado.

Finalmente, a equipe que ganhou a Gincana Regional vai para a disputa inter-regional, de onde sai o grande vencedor. As sedes das competições são diferentes a cada ano.  A Gincana do Saber é um projeto da Associação Brasileira de Escolas do Legislativo e de Contas, em parceria com as câmaras municipais.