Vereadores e contadores debatem sobre a permanência da AF em São Lourenço

131
A reunião ocorreu na tarde desta segunda-feira (03.06.)

Os vereadores de São Lourenço se encontraram com contadores da região na tarde desta segunda-feira (03.06) para debaterem sobre a procura da Administração Fazendária (AF) do município por um imóvel, já que a repartição terá que deixar o prédio que aluga atualmente, na Praça da Federal.

Segundo o contador Fernando Noronha, que é delegado do Conselho de Contabilidade, houve uma demanda do Governo de Minas Gerais de reduzir custos e não pagar mais o aluguel dos imóveis das Administrações Fazendárias, realocando-as para outros municípios onde possam funcionar em prédio próprio. “Em São Lourenço, os atendimentos das pessoas físicas e jurídicas ficariam muito prejudicados, ressaltou.”

Participaram da reunião os vereadores Renato Motta (AVANTE), Ricardo Luiz Nogueira (MDB), Ricardo de Mattos (PMN), Rodrigo Martins de Carvalho (PSB), Orlando da Silva Gomes (PRB), Agilsander Rodrigues da Silva (PSD) e Waldinei Alves Ferreira (PV), que ocupa a presidência da Câmara. De acordo com os parlamentares, São Lourenço tem muito a perder caso a Receita Estadual tenha que deixar o município.

Os vereadores vão se reunir com representantes da Prefeitura nesta quarta-feira para discutir a possível cessão de um imóvel. Os servidores da Receita Estadual lotados em São Lourenço também serão convidados.

Administrações Fazendárias

As AFs são repartições públicas voltadas ao recolhimento de tributos. Pertencem à Secretaria de Estado da Fazenda e controlam taxas e impostos, realizam fiscalizações contra a sonegação, apuram índices de participação do município no ICMS, calculam impostos em inventários e controlam e cobram o pagamento do IPVA, entre outras funções.