Câmara autoriza Prefeitura a instalar barreiras ecológicas no Rio Verde

382

A Câmara de São Lourenço aprovou o projeto de lei que permite a instalação do sistema de ecobarreiras pela Prefeitura na bacia hidrográfica do Rio Verde, no trecho que passa pelo município. A votação ocorreu nesta segunda-feira (19/06), durante sessão ordinária. O texto é de autoria do vereador Cristiano Valério (PTB) e o objetivo é conter os resíduos sólidos descartados de forma inadequada, auxiliando na limpeza da água.

A barreira ecológica é uma estrutura flutuante cujas extremidades são instaladas em ambas as margens do rio, atravessando-o de forma a conter o lixo levado pela correnteza. Pode ser feita com diversos materiais, como galões, garrafas pet, cordas e redes. De acordo com o projeto, os locais de instalação serão definidos pelo Poder Executivo, que também ficará encarregado de verificar a viabilidade financeira.

O texto ainda define que convênios poderão ser celebrados com universidades, escolas, organizações não governamentais, associações e demais instituições públicas e privadas para a instalação e manutenção das ecobarreiras, realização de estudos e encaminhamento para a reciclagem, incluindo coleta e triagem.

Câmara apoia educação ambiental

A 1ª barreira ecológica da cidade foi instalada no dia 27 de maio deste ano como atividade de uma disciplina ofertada pelo professor Herbert Santo de Lima no Colégio Laser. Na ocasião, também houve plantio de árvores na margem do Rio Verde. O projeto foi executado pela instituição de ensino e alunos, ONG Fábrica dos Sonhos, AMA (Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis) e Rio Verde Reflorestamento, com apoio da Câmara, Instituto São Lourenço Sustentável, AREA das Águas, SAAE, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Prefeitura.