Câmara entrega nesta sexta Título de Cidadão Honorário ao 3º Sargento PM Josué Olympio Meirelles do Amaral

465

A Câmara concede nesta sexta-feira (13/05), a partir das 20h, o Título de Cidadão Honorário de São Lourenço ao 3º  Sargento PM Josué Olympio Meirelles do Amaral. A sessão solene será na sede da Casa Legislativa (Alameda Dr. Gabriel Avair, 58). A homenagem foi proposta por meio do Decreto Legislativo 335/2021, do vereador William Rogério de Souza (SOLIDARIEDADE).

De acordo com a justificativa do projeto, Josué é o instrutor do Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD)  em atividade mais antigo de Minas Gerais. Ministra aulas há 21 anos, desde 2001, quando a iniciativa foi institucionalizada. No ano passado, recebeu a Medalha Alferes Tiradentes, maior condecoração da Polícia Militar.

O homenageado nasceu em 09 de julho de 1970, em Lambari, e ingressou na PM em 1994. Somente em São Lourenço já tem mais de 15 anos de serviço no PROERD. Entre 12 de julho de 2006 e 20 de novembro de 2021, formou 11.345 crianças. Também atuou em várias outras cidades como instrutor do programa, entre elas Lambari, onde começou, Cambuquira, Conceição do Rio Verde, Três Corações, Caxambu, Pouso Alto, Cruzília, Baependi e Soledade de Minas. Durante esse tempo, fez curso de libras para que pudesse atender os alunos com deficiência auditiva.

O PROGRAMA EDUCACIONAL DE RESISTÊNCIA ÀS DROGAS

O PROERD consiste em uma cooperação estabelecida entre PM,  escola e família dos jovens. Alguns dos objetivos são prevenir o abuso de drogas, o uso da violência e outros comportamentos considerados perigosos, estabelecer relações positivas entre eles e policiais militares, professores, responsáveis legais e outros líderes da comunidade e discutir questões correlatas à formação cidadã de crianças e adolescentes.

A Polícia Militar de Minas Gerais iniciou suas ações no Proerd a partir da capacitação de 05 (cinco) policiais militares. Em 02 de janeiro de 1998, foi assinado um protocolo de intenções com a Prefeitura de Uberlândia em caráter experimental. Posteriormente, o programa foi estendido para outras cidades: Coronel Fabriciano, Diamantina, Divinópolis, Montes Claros e Varginha, até ser oficialmente criado, em 2001.