Vereadores pedem melhorias no atendimento do hospital, divulgação de filas de exames e linha telefônica na Secretaria de Saúde

150

A Câmara de São Lourenço se reuniu nesta sexta-feira (24/07) com a secretária municipal de Saúde, Patrícia Lessa, para tratar dos canais de atendimento da pasta à população e da espera para a realização de procedimentos médicos, como exames, consultas e cirurgias. A reunião foi convocada pela Comissão de Assistência Social, Direitos Humanos e Saúde da Casa Legislativa, composta pelos vereadores Marisol Gomes (PSD), Rodrigo Martins de Carvalho (PSDB) e Cristiano Valério (PTB). Além dos membros da pasta, compareceram ao encontro o presidente da Casa Legislativa, João Bosco de Carvalho (CIDADANIA), e o advogado Iago Pereira.

Os parlamentares solicitaram que o atendimento via telefone seja mais efetivo e que seja divulgada em massa uma arte com o número de WhatsApp e email para facilitar o contato. “Nós recebemos reclamações dos munícipes, pois muitos relataram não conseguir falar com a Secretaria de Saúde”, disse Marisol Gomes. Patrícia Lessa afirmou que uma licitação está em andamento para solucionar o problema por meio da aquisição de um novo PABX e que a regulação também pode receber os usuários do SUS presencialmente.

A secretária explicou que a pasta entra em contato constantemente com os pacientes para marcar os procedimentos ou remarcá-los, no caso do não comparecimento. Ela ressaltou que muitos não atendem, mesmo quando a ligação é feita fora do horário comercial ou há busca ativa. As fichas dos usuários não localizados e dos que faltam aos agendamentos segue para um arquivo.

Os vereadores também falaram que receberam denúncias de pacientes sem carnê que teriam sido encaminhados ao SUS em Carmo de Minas pelo Hospital de São Lourenço. A secretária assegurou que irá averiguar a situação e aproveitou para esclarecer que a Ortopedia já retornou à instituição.

A Comissão ainda pediu o cumprimento da legislação que trata da divulgação mensal da lista de espera para a realização de procedimentos, por meio do número da carteira do SUS. Na ocasião, Patrícia Lessa afirmou que as cirurgias serão direcionadas para diversos médicos com o intuito de agilizar a fila. Segundo ela, 12.287 consultas especializadas foram feitas entre os meses de janeiro a maio em São Lourenço.

Fiscalização

A Comissão visitou, nas últimas semanas, as Unidades Básicas de Saúde do Canaã, São Lourenço Velho, Carioca e Barreiro além da UPA, Farmacinha e Centro de Atendimento às Síndromes Gripais.O trabalho de fiscalização resultou no pedido de continuidade nas obras e reforço na infraestrutura, com aquisição de refrigeradores para vacinas que precisam ser armazenadas em temperaturas baixas. Patrícia Lessa disse que as reformas e melhoras já estão em andamento.

“Fruto da visita anterior à UPA e olhar clínico do prefeito e da secretáriade Saúde, foi dado início ao Centro de Atendimento a Síndromes Gripais com um médico, além da testagem, que já era disponibilizada para desafogar a unidade”, pontuou Marisol, presidente da Comissão.