Parlamento Jovem

62

O nosso objetivo não é fácil. Queremos despertar nos adolescentes o senso crítico e a vontade de contribuir com a sociedade, por meio da política. Por isso, os trazemos para dentro da Câmara Municipal de São Lourenço, onde eles têm a oportunidade de legislar. O Parlamento Jovem é uma experiência única, através da qual estudantes do Ensino Médio elaboram propostas reais de mudança para o estado, que são levadas por eles mesmos à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), em Belo Horizonte, e podem se tornar projetos de lei.

O conteúdo dessas ideias varia de acordo com o tema de cada edição. Mas todos os anos, o projeto se encerra na capital mineira, com os jovens ocupando as cadeiras dos deputados, em uma Plenária que reúne estudantes de todas as regiões do estado. É neste momento que eles definem o documento final, com as propostas mais votadas.

Ao aderir ao projeto, a Câmara Municipal de São Lourenço espera ouvir a voz dos estudantes, pois as histórias de nossa cidade, estado e país estão sendo construídas agora e eles podem fazer a diferença. Se os adultos de hoje conseguirem formar jovens que atuem ativamente na sociedade, seja em um grupo de proteção aos animais, em um grêmio estudantil, associação de bairro, ou mesmo diretamente na política, já podem vislumbrar um futuro bem melhor para todos.

Entenda melhor

Dentro da Câmara Municipal de São Lourenço, na Escola do Legislativo (Anexo II), os estudantes participam de oficinas de formação política, com dinâmicas de grupo propostas por filósofos, advogados, cientistas sociais e historiadores, entre outros profissionais. Como é a primeira fase do projeto, as atividades são bastante interativas, divertidas e instigantes. Afinal, é justamente nesse momento que os jovens estabelecem um primeiro contato com a política, entendendo como surgiu a democracia e conhecendo as atribuições dos poderes Executivo, Judiciário e, principalmente, Legislativo.  

Logo depois, os estudantes participam de oficinas relacionadas ao tema daquela edição. Ele é definido pelos próprios jovens no ano anterior ao início do projeto e é o mesmo para todo o Estado de Minas Gerais.  Os especialistas chamados para coordenar as atividades nessa fase variam, dependo do assunto abordado. As aulas podem acontecer na rua, em uma praça, um parque, um órgão público ou em outros espaços da cidade.

Com o aprofundamento dos conhecimentos sobre a temática do ano, os estudantes elaboram propostas de mudança para a cidade e o estado. Tais ideias são colocadas em votação na chamada Plenária Municipal. Os jovens se sentam nas cadeiras dos vereadores, dentro da sede da Câmara de São Lourenço. Como autoridades, eles avaliam cada item, discutem e fazem destaques (um comparativo às emendas).

As propostas aprovadas seguem para a Plenária Regional, onde dezenas e até centenas de estudantes de diversas cidades do Sul de Minas se encontram para fazer política. Cada município leva suas ideias. Elas são debatidas e as escolhidas, encaminhadas para a Etapa Estadual, desenvolvida em Belo Horizonte.

O projeto se encerra entre setembro e outubro, em Belo Horizonte. Geralmente, um ou dois estudantes são escolhidos por seus próprios colegas para representar cada município de Minas Gerais. Todas as despesas deles são custeadas pelas câmaras participantes e pela Assembleia Legislativa.  São três dias de vivência política e temática e, no último, é realizada a Plenária Estadual. Os jovens se sentam nos lugares dos deputados e, como nas outras etapas, discutem e votam nas propostas que julgam melhores. Tudo é transmitido ao vivo pela TV ALMG.

As propostas aprovadas na Plenária Estadual são entregues para os deputados, que podem transformá-las em projetos de lei.  O Parlamento Jovem existe desde 2004 e são muitos os casos em que as ideias dos alunos foram efetivamente aplicadas no Estado de Minas Gerais e até em todo o país. Um exemplo é a instalação de captadores de energia solar em residências populares.

O projeto é da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, em parceria com a PUC Minas (Pontifícia Universidade Católica) e com 95 Câmaras Municipais (dado apurado em 2018).  

Para mais informações:

https://www.almg.gov.br/educacao/parlamento_jovem/

https://www.facebook.com/pjdeminas/