Placas com nomes das ruas terão que seguir padrão e exibir QRCODE

85

A Câmara Municipal de São Lourenço aprovou nesta segunda-feira (15/08) o projeto de lei 3140/2022, que institui a padronização das placas indicativas de logradouros públicos. Além do endereçamento das vias de acordo com o cadastro oficial do município, elas devem conter a numeração, o bairro e um QRCODE com a biografia das pessoas homenageadas cujos nomes foram dados às ruas. O texto é de autoria de William Rogério de Souza (SOLIDARIEDADE).

“O nosso município possui atualmente um grande número de vias públicas sem a devida identificação, fazendo-se necessário o emplacamento das mesmas, de modo que os cidadãos e cidadãs de São Lourenço possam melhor ser atendidos, principalmente no recebimento de correspondências e de outras necessidades”, ressaltou o vereador William.

Segundo o texto, as placas devem ser colocadas nas esquinas, em ambos os lados, com a altura máxima de 3m e mínima de 2,5m. No caso de via extensa, sem cruzamento, é necessário instalá-las a cada 400 metros. O projeto foi encaminhado à sanção do prefeito de São Lourenço, Walter José Lessa.

Glicemia nas escolas

Durante a sessão foi lido o veto do Poder Executivo ao projeto que torna obrigatória a medição da glicemia em estudantes com diabetes nas escolas e creches da rede pública municipal. A medida é de autoria de Ricardo Luiz Nogueira (PSD) e foi aprovada no dia 04 de julho.

Alguns dos motivos apontados é a inviabilidade de disponibilizar profissionais da saúde dentro das escolas e ou capacitar os funcionários da área da educação para realizar esse procedimento. O veto segue para a análise da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final e, após o parecer, a Câmara pode acatá-lo ou rejeitá-lo.