Projeto cria bolsa de R$500 para atiradores do serviço militar obrigatório

310

O projeto que propõe uma ajuda de custo de até R$ 500 para atiradores do serviço militar obrigatório no Tiro de Guerra entrou em tramitação na Câmara de São Lourenço nesta segunda-feira (10/04). O texto é de autoria do vereador João Ricardo Bolzoni Ilha (PTB). O objetivo é valorizar e beneficiar o cidadão jovem, auxiliando-o no acesso às necessidades básicas.

De acordo com o projeto, o Tiro de Guerra de São Lourenço fará um estudo social para conceder a chamada “Bolsa Atirador” a até 10 jovens sem vínculo empregatício formal e com frequência comprovada. A matéria prevê o fim do benefício em caso de duas faltas consecutivas ou cinco mensais, desde que não sejam justificadas.

“O jovem, ao ter que prestar o serviço militar e na condição de auxiliar financeiro de sua família, tem uma perda financeira que traz inúmeros transtornos, obrigando, inclusive, por vezes, o abandono do Tiro de Guerra por necessidade de trabalhar”, ressaltou João Ricardo.

Caso a matéria seja aprovada, o benefício será concedido durante o período de instrução, ou seja, de março a novembro de cada ano. O projeto deve entrar em votação nos próximos 45 dias, depois de receber os pareceres das Comissões de Legislação, Justiça e Redação Final e de Assistência Social, Direitos Humanos e Saúde.